Tag Archives: destaque

Eslováquia, Dias 12 e 13: Bratislava

Hoje trocámos o relativo caos de Budapeste pela calmaria de Bratislava.
O centro de Bratislava é pequeno, pedonal é muito agradável.
Reencontrámos o Ales, um moço que ficou em nossa casa há alguns anos. Como ele ia ficar alojado com um local que também estava a alojar um francês e uma taiwanesa, tivemos direito a ir jantar com eles a um belo restaurante ao qual nunca iríamos parar sozinhos.
Pelo meio de Bratislava encontrámos uma exposição sobre as “party”, as bandoletes/tiaras que eram usadas pelas noivas na Eslováquia. Além de usarem as party e roupas tradicionais as modelos das fotografias foram pintadas com temas desses elementos. Vai ficar na memória…
Para tornar a visita a Bratislava ainda mais memorável, o nosso hotel era num barco no Danúbio.
Enfim, foi a cidade ideal para descansar de Budapeste 🙂

Hungria, dias 10 e 11: budapeste

O nosso primeiro dia em Budapeste coincidiu com o feriado nacional. Milhares de pessoas enchiam as ruas à espera do fogo de artifício que decorreu às 21h00 é após o qual a festa acabou. Não houve mais música ao vivo nem mais tendinhas a vender comida :p
Budapeste é grande e com edifícios grandiosos, mas muitos a precisar de manutenção. Nota-se que a cidade não está à altura da importância que já teve.
Visitamos, nós é hordas de turistas, os monumentos mais importantes, onde não faltaram duas termas 🙂
Além desses monumentos óbvios, é graças às localização dos dois hostels onde ficámos, demos com um antigo edifico de habitação, com pátio no meio, transformado em complexo de bares alternativo com esplanadas, música ao vivo e sei lá o que mais. O Szimpla, uma obra de arte onde o pessoal da área da restauração de Leiria devia fazer uma boa de estudo 🙂

Áustria/Hungria, dia 9: adeus férias, Olá férias

Hoje deixamos o modo “dias trip” e entramos em modo “capital hoping”.
Começámos o dia com uma divertida arrumação. Tudo o que não precisamos para a semana que vem teve de caber numa mochila que vai ficar à nossa espera no aeroporto. Foram as horas mais divertidas da viagem NOT!
Depois de largarmos o carro está mochila no aeroporto, tivemos a divertida aventura de embarcar no comboio. Comprar os bilhetes na maquineta foi fácil. E agora, o que fazer? Nenhuma indicação sobre o nosso comboio, ninguém a quem perguntar. Repito: zero pessoas na estação para prestar informações. Comboios da Áustria: fuck you!
Enfim, um útil cidadão depois de analisar o nosso bilhete lá concluiu que tínhamos de apanhar um comboio que nos levaria à estação central e aí sim apanhávamos o nosso comboio. Isto a cinco minutos de perdermos a ligação.
Claro que chegámos à estação e nada de informação. Mas aí apanhámos um desgraçado que andava nas limpezas que foi bastante prestável, a apanhar o que me pareceu um condutor de comboios que sacou do iPhone é lá viu a hora é a linha do nosso comboio….
Não sei se já tinha dito: fuck you comboios da Áustria
algures na Hungria no comboio a caminho de Budapeste

Áustria, dia 5: a estrada grossglockner hochalpensyrasse no parque nacional hohe tauern

De volta à Áustria fizemos a estrada com o belo nome que vêem no título (como trouxe guia da Áustria consigo copiar os nomes :p. A estrada atravessa uma cordilheira é era por ela que pretendíamos ir para sul, mas logo no início demos com uma portagem de 35€. Só aí percebemos que se trata de um parque nacional que a estrada atravessa.
Pagámos e seguimos. Valeu bem a pena. A estrada é considerada uma das mais belas do mundo e é toda ela rodeada por cumes acima dos 3000 metros. Bem jeitosa a moça.
Conta ainda com passagem por um local de onde se vê o maior glaciar dia alpes de este é onde se fazem uma belas caminhadas.
hohe tauern

Áustria, dia 4: um salto às Alemanha

Junto a Salzburg existe uma língua da Alemanha que entra pela Áustria adentro, nessa língua fica o parque nacional de …. Treubeubeupardaisaoninho. É a zona alemã dia Alpes e conta com algumas paisagens bem jeitosas.
Nós fomos visitar o lago de …vãoselálixarcomestesnomesalemães. é mais um local altamente turístico com tantos chineses que se eu caisse ali de para quedas ia dizer que era na China que estava.

lago ... Coiso

Áustria, dia 2: de Hallstat a Salzburg

Deixámos Hallstat em direção a Salzburg.
O tempo tem estado chuvoso o que não ajuda a apreciar a paisagem, mesmo assim, pássamos por alguns lagos rodeados de verde e de pequenas vilas que não deixem a sua fotogenia ser abalada pela chuva.

A noite foi no campismo de Koppl, a chover sem parar. Está-se bastante bem no quentinho do saco cama a ouvir a chuva cair. Mas ela que pare antes de agendar amanhecer, sff.
campismo de koppl

Áustria, dia 1: hallstatt

O prato forte do dia foi a antiga vila mineira de hallstat. Aqui existiu uma das mais antigas minas de sal do mundo.
Hoje, vive do turismo para mal dos seus habitantes que não devem ter grande descanso. Um pouco por todo o lado há placa a pedir silêncio, a avisar que são proibidos drones ou a simplesmente indicar zonas privadas.
Os turistas vêem maioritariamente na versão chinesa modelo excursão é em quantidades exageradas. Aqui e ali vê-se um ocidental e com um bocado de sorte um local.
Tirando o excesso de turistas, vivesse por aqui um ambiente calmo com muitos e serenos lagos, muitos chicória ciclistas (quase todos eléctricos) e belas paisagens de montanha.
Ficámos num campismo bastante simpático à borda do lado com vista para hallstat. Só foi pena o preço, 45€! Fonhasse!
hallstat

Áustria: dia 0, mais uma partida em sucesso

Será que é desta que não chegamos ao aeroporto? Será desta que vai haver problemas com os bilhetes? Será desta que as bagagens de perdem? Será desta que fiz alguma asneira com a reserva do carro? Será desta que fiz alguma asneira com a reserva do hotel?
Não, ainda não foi desta. Foi um início de férias sem história como se que que seja.
Aliás, houve um pequeno imprevisto. O nosso Fiat 500 é descapotável 🙂
xxx