Tag Archives: destaque

WTOC 2015: Dia 6

Hoje foi dia de sprint, ou seja, temp-o, prova em que só competiam o Luís, o Edgar, a Inês e o Joaquim.

A prova foi disputada em Karlovac, uma cidade que nasceu como um forte austríaco de defesa contra o império otomano e foi bastante danificada na guerra da independência croata entre 1991 e 1995.

A prova realizou-se em grande parte nos fossos da antiga fortaleza e era bastante divertida de fazer. Sim, porque mesmo não estando na selecção tive oportunidade de realizar a prova e ainda fiz um tempo que quase dava direito a ir à final.

Quanto à prova, o Edgar fez um tempo canhão que o deixou se margem de dúvidas na final, o Luís fez o que tempo que não dava certeza de nada e a Inês espalhou-se ao comprido e parecia completamente fora de jogo. Felizmente houve a anulação de um ponto onde ela tinha tido uma prestação de caca e acabaram por passar os 3 à final.

No final do dia houve ainda tempo para visitar Samobor, uma agradável terrinha com sabor a montanha onde comemos numa bela churrasqueira cujo dono arranhava umas palavras em Português 🙂

WTOC 2015: Dia 5

E ao 5° fez-se lama, muita lama. Os caminhos do Belo bosque onde se realizou a primeira prova de pre-o não resistiram a tanta chuva e os caminhos tornaram-se um mar de lama. Um verdadeiro paraíso para Cláudios, uma desgraça indescritível para as cadeiras de rodas, especialmente para as motorizadas. Foi um verdadeiro pesadelo para os atletas e os voluntários encarregues de os ajudar.

O bosque era de um verde maravilhoso e o ribeiro que o atravessava dava o remate final. Foi uma prova toda baseada em leitura de terreno, sem um único "entre" ou um "lado nordeste, mas se calhar está 10° graus ao lado".

Laminha nos pés, um bosque fabuloso e um traçado cinco estrelas, definitivamente a prova que mais gozo me dei fazer.

O resultado, esse não foi famoso e ficou abaixo das minhas melhores expectativas mas acima das piores. Foi um resultado assim a modos que … Coiso…

Já o Luís fez um super-resultado e ficou em 12°.

Amanhã e depois são dias de temp-o, competição que não faço e por isso vou ficar de fora a apreciar e a tirar fotos. 🙂

Wtoc 2015: dia 4

E hoje começou o mundial.

O dia começou com a prova modelo que serve para nos familiarizarmos com os mapas e tipo de traçado usado. Correu bem e a sensação que dá é que a aposta vai ser em problemas com soluções claras e incontestáveis, mas a prova vai ser muito longa e mesmo os melhores vão precisar de uma concentração à prova de bala para não cometerem erros.

De tarde foi a cerimónia de abertura que devido ao tempo não pôde ser realizada no jardim que estava programado.
Bandeiras, discursos e algumas exibições; rápida e interessante qb.

Amanhã vamos ter a primeira prova..
Esperemos que o tempo melhores :-/

Wtoc 2015: dia 3

Último dia do troféu "puma" que hoje teve lugar numa estância termal. Mais um dia de pre-o com alguns pontos urbanos fáceis e com pontos bastante complicados de leitura minuciosa do terreno com, por exemplo, 3 balizas em 5-6 metros numa micro-reentrancia.
Decididamente não me dou bem com estes pontos e fui-me juntar ao Margarido na lista da malta que se espalha ao comprido. Já o Luís fez uma excelente prova e o resto do pessoal melhorou ligeiramente ou manteve os resultados de ontem.

E de provas de preparação é tudo. Amanhã começa o mundial…

Wtoc 2015: dia 2

Primeiro dia com a equipa completa e primeiro dia de pre-o.

Organização com muitas deficiências e percursos extremamente exigentes a requerer uma boa leitura do terreno e das curvas d nível.

19 pontos, eu e o Luís fizemos 4 erros e a jnes e o Edgar um pouco mais. O margarido espalhou-se ao comprido (mas devagar para não se aleijar) e a Ana e o Ricardo ficaram assim assim…

E agora, dormizzzzz….

Wtoc 2015: dia 1

Hoje foi dia de temp-o. Deu para perceber que a organização estava toda sobre uma única desgraçada que fez kms de um lado para o outro.

A prova pareceu ter poucos truques e ser feita à medida de quem responde depressa sem grandes verificações. Resultados, ainda não há.

De resto, foi uma festa. Muitas caras conhecidas num ambiente bem disposto… Pelo menos até começar a chover e a fazer frio.

A terrinha da prova, Zarazdi, é muito gira e repleta de belas esplanadas…

Já conseguimos ir até ao centro de Zagreb ver as vistas, e se não estivesse a morrer de sono contava-vos mais qualquer coisa, mas agora são 2 da manhã e com o atraso do avião com o resto do pessoal só agora nos conseguimos deitar. Amanhã há mais…

Wtoc 2015: dia 0

Hoje foi dia de viajar.
Estão a ver aquelas viagens em tudo corre mal e andamos sempre a correr de um lado para o outro. Pois.. Não foi o caso. Tivemos a lei de inverso-murphy. Se algo pode correr bem, vai correr bem.
Estamos neste momento no nosso belo hotel, o barba Niko a prepararmo-nos para os próximos 3 dias que vão ser preenchidos com competições extra campeonato do mundo que vão servir de preparação. Só depois virá o campeonato do mundo.

Amanhã vamos ter uma prova de temp-o, vertente em que não me dou muito e na qual não vou competir no mundial. Mas de qualquer maneira é para dar o máximo.

WTOC 2015: dia -3

Se alguém me dissesse que iria alguma vez representar Portugal num mundial a resposta seria uma sonora (e assustadora) gargalhada.
Mas a verdade é que esse momento está a 3 dias de acontecer.

para os mais cépticos (sim, eu sei que andam aí) saliento que o desporto em questão, orientação de precisão, tem muito a ver com boa leitura de mapas e pouco a ver com performance física.

É pois com grande motivação que sexta-feira voo para Zagreb, Croácia onde juntamente com o Edgar, a Inês (também conhecidos como sobrinhos), o Luís, o Ricardo, o Joaquim, a Ana e a Susana iremos defender as cores nacionais.

Passem por aqui para ir sabendo notícias.

Let the games begin!

PS: o apuramento foi o resultado exclusivo da classificação em provas de apuramento. o facto de ir eu e 2 sobrinhos deve-se a uma boa colheita de genes … e claro, ao facto de sermos os 3 praticantes de orientação 🙂

 

Asturias 2014 | Dias 16, 17,18 e 19: praia, montanha, Ruben e pior é impossível

Dia 16
Conseguimos finalmente percorrer toda a costa Asturiana. Entrámos alguns quilometros na Galiza para ver se havia diferenças.  Não há. A costa continua fabulosa. Há  no entanto duas coisas a assinalar: las islas e as catedrais.  Duas praias imperdíveis onde pretendemos voltar amanhã.

Dia 17
Fomos para o interior para visitar Somiedo, o parque natural onde é possível observar ursos selvagens.
Ursos não vimos, mas em compensação demos de caras com o Ruben de Burgos que também anda de férias como nós a passear pelas Asturiano.  Fiesta! !!  É normal passarmos por Burgos para o ver em Agosto.  Este ano parece que não é preciso.

Dia 18
Somiedo visitado por alto, voltar à costa que está muito calor. Fomos a Gijon onde começa hoje o festival "pior é impossível" dedicado ao cinema de série B. Muito bom! Querem ver filmes para rir? Não vejam comédias.

Dia 19

Estamos de novo a percorrer o fim das Astúrias a rever o que gostámos e a ver o que falhámos.

Asturias 2014 | Dias 8,9 e 10: Cidade, montanha e praia tudo em um

Dia 8
Hoje foi dia de turista cultural. Depois de um belo banho matinal na bela praia de
Vidiago, fomos até Ribadesella ver as vistas.
A cidadezinha que já foi o porto mais importante das Asturias, antes de o lugar ter sido tomado por Gijon,  fica na foz do rio Sella e tem uma ermida nesmo junto à foz que oferece vistas fabulosas sobre a cidade e respectiva praia.
Aproveitámos e passámos por Cangas de Onis, a porta de entrada do lado Norte dos Picos da Europa onde descobrimos que se calhar é boa ideia ir até Poncebos para fazer a caminhada até Bulnes.
Dia 9
Hoje foi dia de turista de montanha. Zarpámos logo Às 8h00 da manhã  em direcção a Poncebos, pois consta que convem chegar cedo para arranjar estacionamento perto.
Carro estacionado, “nozes” montanha acima. A caminhada até Bulnes é sempre a subir mas faz-se bem. Subida feita, nhacnhac num dos cafezinhos de Bulnes e toca a descer.
Chegados ao fim da caminhada não houve como resistir à cor do Cares e teve de sair uma belo banho.
Era tarde, mas ainda houve tempo para ir até Tresviso. Terrinha no fim do mundo mas que e acede por uma estrada que passa pelas paisagens mais interessantes que já vi nos Picos.
A zona norte do Picos, decididamente tem de ser melhor explorada :)Dia 10
Hoje foi dia de turista de praia. O tempo esteve fabuloso: sem núvens e temperaturas máximas a rondar os 25 graus.
O carro não saiu do sitio e eu não tirei praticamente o “corpinho” do mar. Bati o record de horas por dia dentro do mar dos últimos 10 anos.
Além de água transparente e quentinha também temos belas rochas onde deu para escavacar uma canela e fazer belos saltos para dentro de água
Não sei se já tinha dito, mas este parque de campismo/praia é cinco estrelas.E com isto já vamos para a quarta noite seguida no mesmo parque de campismo, algo que não costumamos fazer, mas a beleza do campismo e a sua localização que permite estar na montanha em menos de uma hora ajuda a que se já ficando sem dar por ela.
Manuel Leiria! Vem-nos salvar que não conseguimos sair daqui!!!!