Tag Archives: Ciência

Carta aberta à DGC : Provável publicidade enganosa da empresa “Club Natura” aos produtos de magnetoterapia

Resumo : A empresa Club Natura vende produtos de magnetoterapia, um suposto tratamento médico que alivia dores e que segundo o próprio site mostra-se de modo geral “eficaz contra todo o tipo de patologias”.
Parece-me que a Club Natura vai longe demais nas suas afirmações e o site e a publicidade (que aparece diariamente no Diário de Notícias) apresentam fortes indícios de publicidade enganosa. Este texto enviado para Direcção Geral do Consumidor e vários meios de comunicação social tem como objectivo chamar a atenção para o exagero que se comete a promover “medicamentos” de efeito duvidoso.
—————————————————

Nota Prévia : Não sou médico e por isso não tenho autoridade para fazer prova das minhas dúvidas.

Não afirmo nada, deixo a tarefa de comprovar, ou não, as dúvidas que tenho sobre a empresa e respectiva publicidade para a DGS. Não posso no entanto ficar calado enquanto vejo essa empresa publicitar no Diário de Noticias diariamente como “clinicamente comprovado” algo que não me parece ter fundamento.

—————————————————
carta aberta enviada às seguintes entidades:
Para: Direcção Geral do Consumidor
Com Conhecimento:Diário de Noticias, Publico, Correio da Manhã, TVI, SIC, RTP

NOTA: Apresento esta “queixa” para que não aconteça o mesmo que aconteceu quando rebentou o “escândalo” com as pulseiras power balance em que a DGS se refugiou na resposta “não recebemos queixas” para nunca ter actuado sobre a empresa (queixa que me apressei a apresentar e da qual apesar de ter recebido uma resposta nunca recebi uma resposta definitiva).
Para que não possam usar a mesma resposta caso aconteça algo semelhante com a “Club Natura” aqui ficam as minhas preocupações sobre a empresa.

 

PUBLICIDADE NO JORNAL
1. Na publicidade que a empresa coloca no DN, afirma:
Clinicamente comprovado. Numerosos estudos clínicos confirmam que se trata de uma técnica …. que proporciona excelentes resultados para aliviar qualquer tipo de dor
 Actualização  26/05/2015: o site dreamsalud.com onde se podia ler o estudo está offline e ainda não o encontrei em mais lado nenhum
Ao consultarmos o site da empresa encontramos referência a um estudo (http://www.clubnaturasalud.com.pt/magnetoterapia/queEs.php?sec=2&idioma=2) que pode ser lido aqui:
Eu não sou médico mas parece-me que um estudo que não menciona grupo de controlo não tem qualquer espécie de validade, algo que não acontece, por exemplo neste estudo :
The Effectiveness of Magnet Therapy for Treatment of Wrist Pain Attributed to Carpal Tunnel Syndrome  onde é indicado claramente um grupo de controlo tratado com placebos  e cuja conclusão é:
The delivery of a unipolar static magnetic field through a magnetized device directly applied to the point of greatest wrist pain resulted in no significant difference in relief of pain when  compared with an identical placebo device.
Segundo sei, a maioria dos estudos médicos chega à mesma conclusão: que a magnetoterapia tem tanto efeito como tratamentos placebo. Julgo não estar enganando ao considerar que a afirmação “clinicamente comprovado” é falsa e como tal publicidade enganosa bastante grave visto se tratar de um produto da área da saúde.
2.”aval” de Dr Diogo Crespo.
Também me levantam algumas dúvidas o “aval” do Dr. Diogo Crespo que segundo o site da Ordem dos Médicos só pode ser o Dr. Diogo Manuel de Sousa Macedo Crespo (único Diogo Crespo inscrito na ordem que se pode consultar aqui : https://www.ordemdosmedicos.pt/?lop=listamedicos) aposentado em 2009 (conforme Diário da República http://dre.pt/pdf2sdip/2010/03/047000000/1059610599.pdf).
Qual a experiência do Dr Diogo com a magnetoterapia? Usou-a? Com que bases afirma ele na publicidade que a magnetoterapia “favorece a circulação sanguínea e acelera a regeneração celular“? Nem o estudo apresentado pela empresa Club Natura fala nesses benefícios.
E já agora, espero que a fotografia que aparece no anúncio mesmo ao lado do seu testemunho seja mesmo do Dr Diogo Crespo, senão parece-me que é mais um abuso por parte da Club Natura.

 

INFORMAÇÕES NO SITE
3. resultados positivos diferentes do apresentados no estudo
Na página http://www.clubnaturasalud.com.pt/magnetoterapia/queEs.php?sec=2&apto=2&idioma=2 a Club Natura apresenta os resultados positivos da magnetoterapia. Os resultados são tirados do estudo citado, mas as conclusão do estudo não são bem as mesmas.
O estudo cataloga os resultados conforme os resultados obtidos em 4 categorias:nulo, mais que suficiente, bom e excelente.
Os autores do estudo consideram positivos os resultados bom e excelente, mas a Club Natura decidiu que também havia de incluir os “mais que suficiente” nos positivos o que se traduz numa média de 24% mais resultados positivos que os apresentados no estudo.
4. Testemunhos Apresentados
 Actualização  26/05/2015: o site Espanhol da Club Natura já não tem magnetoterapia 
Como é possível haver testemunhos iguais  apresentados por pessoas diferentes?
Se comparamos os testemunhos do site Espanhol do Club Natura : http://www.clubnaturasalud.com/magnetoterapia/recomiendan.php?sec=4&idioma=1 com os do site Português : http://www.clubnaturasalud.com.pt/magnetoterapia/recomiendan.php?sec=4&idioma=2 verificamos que são os mesmos ditos por pessoas diferentes. Nos casos em que o nome deu para traduzir de Espanhol para Português os nomes até são parecidos nos outros foi colocado um nome completamente diferente.
Pode-se dizer que os nomes das pessoas não interessam, mas isso não é verdade. Se não interessassem não estavam no site. As pessoas gostam de se identificar com outras com o mesmo problema, por isso a importância de ter testemunhos na primeira pessoa. Se não tiveram pudor de alterar completamente os nomes, apresentando pessoas que não existem, que garantias temos de que os testemunhos são mesmo reais?
5. Afirmações
De um modo geral o site está cheio de frases que são no mínimo de veracidade duvidosa e no máximo completamente falsas e que carecem de provas cientificas/médicas.
Exemplos:
Todas as doenças partem de uma única causa, «o desequilíbrio celular”. Diz-se que uma célula se desequilibra celularmente, quando um electrão dos átomos que a constituem fica solto, ou seja, não se liga a outro (é aquilo que em ciência se conhece como um radical livre electromagnético).
Por esse motivo, a magnetoterapia ajuda a repolarizar os átomos das células, oferecendo àqueles que a utilizam uma melhora acelerada na maior parte das suas patologias.
Utilizando ímanes sob a forma de colares, pulseiras, caneleiras e anéis, é possível aumentar a energia pessoal, prevenir os desequilíbrios no estado de saúde, estimular a circulação do sangue e formar células novas que rejuvenescem os tecidos do corpo.
Benefícios que a magnetoterapia produz:
 Aumenta o oxigénio nas células.
 Elimina fluidos e gases.
 Reduz a retenção de líquidos.

 

CONCLUSÃO : Parece-me haver fortes indícios de que a empresa Club Natura faz afirmações médicas não fundamentadas o que me parece extremamente grave e merecedor de uma investigação apurada.
Sinceramente, Não percebo como é que para se colocar um medicamento baseado em “medicina tradicional” sejam precisos um batalhão de testes e estudos a confirmar que o medicamento realmente faz o que diz enquanto as “medicinas alternativas” podem vender o que quiserem fazendo as alegações mais disparatas sem que sejam alvo qualquer espécie de controlo.
Agradecia que a DGC estivesse mais atenta às “medicinas alternativas” e às suas reivindicações.
sem mais,
Cláudio Tereso

Actualização  31/10/2011

Já há alguns dias que o “aval” do Dr. Diogo Crespo desapareceu da publicidade do DN.
Gostaria de pensar que a minha queixa teve alguma coisa a ver com esse facto, já seria uma pequena vitória 😉

Actualização 15/11/2011: Resposta da DGC

Exmº SenhorCláudio Tereso
Pedindo desculpa pelo atraso e em resposta à exposição que nos enviou, informamos que sem prejuízo das competências da DGC em matéria de publicidade, a sua situação foi remetida, nesta data, para a ERS – Entidade Reguladora da Saúde.

Constituem atribuições da ERS a regulação e a supervisão da actividade das entidades prestadoras de cuidados de saúde. Cabe à ERS velar pelo cumprimento das obrigações legais e contratuais dos regulados, no que respeita ao acesso dos utentes aos cuidados de saúde, à observância dos níveis de qualidade e à segurança e, genericamente, aos direitos dos utentes.

À Direcção Geral do Consumidor cabe encaminhar as reclamações e queixas dos consumidores para as entidades reguladoras e garantir o seu acesso aos mecanismos extrajudiciais de resolução de conflitos de consumo (Centros de Arbitragem e Centros de Informação Autárquica ao Consumidor), entre outras atribuições definidas na Portaria n.º 536/2007, de 30/04.

Para o acompanhamento do assunto sugerimos que contacte a ERS, cujo horário de atendimento das 9:00 às 12:30 e 14:00 às 17:30h  nos seguintes endereços:

Morada: Rua S. João de Brito, n.º 621, L 32, 4100-455 Porto
Telefone: 22 209 23 50
Fax: 22 209 23 51
E-mail: geral@ers.pt

Com os melhores cumprimentos,
CF
Divisão de Apoio e Informação ao Consumidor

Actualização 16/11/2011:Enviei à ERS o seguinte email:

Recebi da DGC o e-mail abaixo transcrito que indica ter sido reencaminhada para a ERS a minha “denúncia”. Agradecia que assim que houver – se houver – alguma conclusão  e se tal for possível/normal que me informassem.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 3.3/5 (8 votes cast)

A filosofia ao serviço da ciência… ou será ao contrário?

“…Mas a linguagem deu mais valor à confiança e forçou-nos a uma atitude diferente naquilo que dizemos e ouvimos dizer. Se o vizinho da caverna ao lado avisa que está um leão atrás da colina há pouco a ganhar em ir lá ver se está mesmo. Em vez de nos basearmos em evidências acerca daquilo que é afirmado, avaliamos afirmações pela confiança na pessoa que o afirma. O que permitiu usar o conhecimento dos outros quase sem custos e criar estruturas sociais complexas. Permitiu a civilização. Mas pagámo-lo caro, com superstição, crendice, tretas e burlas que sem a confiança no que dizem não seriam possíveis. Muita gente está convicta de ter uma alma imortal só porque lho disseram. E só há poucos séculos é que finalmente pegou a ideia de separar factos e confiança. A ideia que podemos questionar aquilo que alguém diz sem ter de desconfiar da sua honestidade…”

Excelente artigo do Ludwig. Vale a pena ler no KTreta.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)