Tag Archives: Internacional

Itália : O país anedota

Aplica-se à Itália aquele fantástico ditado : “Só visto, contado ninguém acredita”.

1.Tem um primeiro-ministro que se diz católico e é um dos homens mais asquerosos (eu parto do surreal princípio que ser católico DEVIA ser incompatível com ser asqueroso) que alguma vez abriu a boca com um microfone à frente.

no Público:

É melhor gostar de raparigas bonitas do que ser gay…

…A declaração surge quando a oposição pede a demissão de Berlusconi após a alegações de que ele teria ajudado uma jovem de 17 anos que esteve em festas na sua casa, pedindo à polícia que libertasse a rapariga, detida por suspeitas de furto. O primeiro-ministro italiano recusa-se a pedir desculpas e recusa ter tido algum comportamento menos próprio.

Claro que anda tudo a falar do que ele disse, que não interessa nada, já sabe que ele é estúpido e esqueceram completamente o que interessa: Já é, pelo menos, a segunda vez que este mrds* aparece a pagar a menores para estarem presentes nas suas festas particulares!

2.Sempre foi para a frente a lei que permite suspender jogadores de futebol que blasfemem (blasfémia : Dito ímpio ou insultante contra o que se considera como sagrado.) como eu tinha referido aqui.

no  Público:

…Nicola Pozzi foi suspenso na quarta-feira por um jogo por ter alegadamente proferido, no final do jogo de domingo contra o Cesena, para a Liga italiana, a expressão tida como ultrajante “Porco Dio” (Porco Deus)….”

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

Economia, nem só de Medinas Carreiras vive o Mundo

Boaventura de Sousa Santos na Visão

A opinião pública portuguesa está a ser intoxicada por comentaristas políticos e económicos conservadores – dominam os media como em nenhum outro país europeu – para quem o Estado social se reduz a impostos: os seus filhos são educados em colégios privados, têm bons seguros de saúde, sentir-se-iam em perigo de vida se tivessem que recorrer “à choldra dos hospitais públicos”, não usam transportes públicos, auferem chorudos salários ou acumulam chorudas pensões.

e James Petra na Voltaire

A partir do primeiro trimestre deste ano, os lucros das empresas [companhias petrolíferas, os banqueiros e muitas outras grandes empresas] dispararam entre vinte a mais de cem por cento…O acréscimo dos lucros empresariais é consequência directa do agravamento das crises da classe trabalhadora, dos funcionários públicos e privados e das pequenas e médias empresas.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

Genocídio em lume brando

Enjaulá-los e deixá-los morrer lentamente é como aquele conhecido processo de cozer o sapo lentamente: ele só se apercebe quando é tarde demais. O mesmo se vai passar com o estado Palestiniano, quando alguém (EUA, Europa) decidir fazer alguma coisa, já vai ser tarde demais.

O processo de paz israelo-palestiniano vai se arrastar até não haver Palestinianos para cumprir o tratado. Com mortalidades para menores de cinco anos de 20 por 1000 (quase 4 vezes superior à de Israel) e com bloqueios que não deixam entrar praticamente nada além do mínimo para não deixar os Palestinianos morrer à fome (ou como disse Dov WeissGlass, chefe de gabinete de Ariel Sharon, “colocamo-los de dieta”), não tenho dúvidas que daqui a 100 anos o Holocausto Nazi e o Lume Brando Israelita vão ser recordados “para que não volte a acontecer”.



VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

TED

“TED (acrônimo para Technology, Entertainment, Design; Tecnologia, Entretenimento, Design em português) é fundação privada sem fins lucrativos dos Estados Unidos[1] mais conhecida por suas conferências na Europa, Ásia e Estados Unidos destinadas à disseminação de ideias. Segundo as palavras da própria organização, “ideias que valem serem disseminadas”.[2] Suas apresentações são limitadas a dezoito minutos, e os vídeos são amplamente divulgados na Internet.”

in Wikipedia

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

WTF?!

“…The Rev. Steven Anderson of the Faithful Word Baptist Church told his Tempe, Ariz., congregation he prays that Obama “dies and goes to hell.”

In an Aug. 16 sermon that recently came to public attention, Anderson said, “If you want to know how I’d like to see Obama die, I’d like him to die of natural causes. I don’t want him to be a martyr, we don’t need another holiday. I’d like to see him die, like Ted Kennedy, of brain cancer….”

Tirado de Americans United for Separation of Church and State via Esquerda Republicana

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

A guerra pela estupidez suprema continua

Está cada vez mais dificil de decidir quem leva o prémio, se os mulçumanos radicais se os judeus utra-ortodoxos.

“… o semanário Shaa Tova fez sumir Sofa Landver e limor Livnat da foto da equipa de Benjamin Netanyahu. A ministra da integração foi desintegrada, tal como a da Cultura. Em vez das mulheres, há buracos pretos. O diário religioso Yated Ne’eman recorreu à fotomontagem. Dois ministros que estavam no canto da fotografia foram, por magia, aproximados de Netanyahu….A impresa haredita [ultra-ortodoxa] não publica imagens de Tzipi Livni, líder do Kadima, nem menciona o seu nome próprio”

Tirado do Courrier Internacional de Junho 2009

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

Irão : ditadura ou democracia?

Há algumas semanas fui ver o Persepolis aquando da sua projecção pelo Projecto *Aurora em Rio Maior.

Antes do filme, e como é costume, o mentor do projecto – que tem nome, mas que eu não me lembro – fez uma apresentação do filme onde falou do Irão como ditadura.

Ora bem, no Irão há eleições e como tal falar em ditatura pareceu-me exagerado, uma democracia musculada ainda vá. E para esclarecer essa divergência, fui falar com ele no fim da sessão, e após essa conversa fiquei com menos certeza na minha posição.

Ora bem! Eu não gosto de ficar com dúvidas sobre os assuntos que me passam à frente e vai dai, fui para a Internet à procura de informação mais detalhada sobre o regime Iraquiano. Após pesquisa semi-intensiva na Internet fiquei na mesma e decidi entrar em contacto com bloggers Iranianos para ouvir a opinião deles na primeira pessoa.

Dos vários que contactei apenas um me respondeu, o – ou a? – Tori Egherman do blog View from Iran. Com a autorização dele/a transcrevo aqui os emails que recebi:

“Iran is not a dictatorship because it is not run by any one person or group. Despite all of its draw backs and problems and abuses, Iran does have a constitution and an evolving legal system.

It is more like a government of competing groups of oppressors. Is there a name for this type of government? Not sure. I would not call Iran a democracy just because it holds elections. A democracy needs independent civil institutions and a free press in order to thrive. Iran does not have many independent civil institutions and does not have a free press. In Iran, they joke that “we have free speech. We just do not have freedom after speech.” That’s the case.”

“Iran has a private press, but it is censored and harassed by the powers that be. People generally won’t have problems speaking their minds as long as they do not organize. So you can be on the street talking trash about the system as long as you are only talking to friends or to the butcher or the taxi driver and not trying to organize an opposition movement. There are topics that are off limits such as the Supreme Leader, who is now Khamenei.

If you are being watched by the Intelligence services, you could find yourself in a world of trouble for anything at all: your email, a satellite dish, alcohol. It just depends on how threatened the regime is by you.”

Ficaram esclarecidos? Eu fiquei. 🙂

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)