Tag Archives: Sociedade

JCN e o Natal

João César das Neves escreveu no DN um conto de Natal que só lembra ao Diabo.

Podem ler aqui e aqui. Em resposta enviei ao DN o seguinte e-mail:

Já não nos bastava termos os políticos a enfiarem-nos a austeridade pela goela abaixo enquanto nos tentam convencer que a culpa do estado da economia é nossa e o caminho por onde nos querem levar é para nosso bem. Pelo vistos, temos também de aturar os religiosos a dizerem-nos que não só devemos aceitar este caminho, mas que o devemos fazer  caladinhos e até ficarmos agradecidos por podermos mostrar o nosso valor nesta dura provação. Não há nada mais hipócrita que vir, de barriga cheia, dizer a quem vai passar fome, que deve aceitar esse fardo (como um burro carrega o seu) que isso o levará ao céu. Pensei que já nos tínhamos visto livre deste discurso há uns séculos atrás, mas pelos vistos está de volta e como não podia deixar de ser pela mão de João César das Neves que no seu conto de Natal em forma de evangelho da desgraça divide as pessoas entre “grandes apóstolos, os mártires heróicos, pastores atentos, doutores sublimes, virgens puras, santos incomparáveis” e nós, as pessoas normais, aliás os burros. É um texto medonho, sem qualquer respeito pela igualdade entre as pessoas, uma memória de tempos passados e que não traz nada de bom. Ler os textos de JCN e ouvir Ratzinger apelar à humildade dentro das suas vestes douradas é uma amostra da sua visão distorcida do mundo: eles de barriga cheia com direito automático ao céu por serem doutores, e nós, os burros, que temos direito ao céu se aceitarmos caladinhos o que nos querem impor. Esta conversa da treta funcionou em tempos quando os “doutores” conseguiam manter as pessoas analfabetas, não funcionará agora.

Como estava com a mão na massa respondi também a esta crónica do Anselmo Borges:

Publicado muito ligeiramente modificado abreviado na secção de leitores do DN em 30/12/2011

É hilariante ver Anselmo Borges, um representante de uma religião que dominou o mundo durante séculos usando como arma a interpretação tendenciosa e interesseira de um conjunto de textos de ficção, vir-se queixar de José Rodrigues dos Santos fazer o mesmo. Os estudiosos da bíblia sabem perfeitamente que a esmagadora maioria da bíblia é ficção. Sabem que quem escreveu a bíblia nunca conheceu Jesus o que torna as suas histórias, e até a existência de Jesus, muito provavelmente falsas. Sabem, mas não se preocupam, o que interessa é os crentes não saibam. Não lhes interessada se os textos são falsos ou verdadeiros, basta-lhe que os crentes acreditem. e sempre  que sai a publico informação que coloca as pessoas a duvidar, ficam histéricos e reagem dizendo “…mas isso não é novidade nenhuma”. Sinceramente, já não há paciência para tanta hipocrisia e falsidade.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

7 Maravilhas, para que conste

É um “concurso” organizado por uma empresa chamada EIPWU, Lda (NIF 508318939), que se tem site está bem escondido.

A empresa NEW SEVEN WONDERS PORTUGAL, S.A.  (NIF 507800052) detêm a marca “7 maravilhas de Portugal” que suponho seja um franchising da marca “New 7 Wonders” e suponho que delegou na EIPWU a organização deste evento.

Não sei quem paga a fatia maior destes festins, mas muito cai em cima dos municípios que pagam em troca de, julgo eu, receitas de turismo.

Não passa de um negócio, um franchising, que enche os bolsos a essas empresas enquanto anda toda a gente a falar da alheira e do chouriço.
E não esquecer que é um evento nacional, não traz turismo de fora.

Será que compensa aos municípios o dinheiro que gastam com esta brincadeira? Não sei.  Mas acho útil sabermos exactamente do que se trata e que alguém com mais informação sobre o assunto que investigue .

Só para terem uma ideia:

Turismo de Lisboa e Vale do Tejo->EIPWU:
Adjudicação no procedimento de ajuste directo para a organização, promoção e gestão da realização do evento As 7 Maravilhas da Gastronomia, na cidade de Santarém
487.500,00 €

Associação Turismo Açores->New Seven Wonders Portugal, SA:
Prestação de serviços de organização e promoção da realização do evento “As 7 Maravilhas Naturais de Portugal®” no Arquipélago dos Açores
1.550.000,00 € 

Se quiserem ver o resto vão a: http://www.base.gov.pt/base2/html/pesquisas/contratos.shtml?tipo=1 e coloquem os NIFs das ditas empresas.

—–

ADENDA:

10/05/2012 :  Há umas semanas escrevi no Região de Leiria uma crónica sobre o mesmo assunto.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (3 votes cast)

BNI ou Como o marketing agressivo à Americana (somos bons, somos muito bons) vai enganando os ingénuos

Tinha aqui este assunto pendurado à espera de encontrar mais informação, mas o tempo passou e não consegui reunir mais dados. Não vou procurar activamente mais informação, mas se entretanto me cair nas mãos, eu público aqui. Isto é (mais ou menos) o que tinha escrito como comentário no Facebook sobre o artigo do Região de Leiria:

Fartei-me de procurar e (ainda) não encontrei provas conclusivas de que estamos a falar de um esquema em pirâmide. Mas já encontrei algumas referências a isso (com directores e afins a ficarem com parte das anuidades) e espero entretanto ter mais dados.
Mas a uma conclusão cheguei: o BNI é um culto! É definitivamente mais uma daquelas empresas que usam marketing agressivo para colocar os clientes/sócios na defensiva. Tem regras rígidas e usa esquemas de motivação “à Americana” (muitas palmas para os “bons” e BUUUUSSS para os “maus”) e que além disso vende toneladas de merchandising.

Os “chapters” (é o termo usado em Inglês para cada grupo, a fazer lembrar um livro religioso) vivem de novos sócios (para a BNI os vossos hipotéticos negócios não interessam nada, o que interessa são as anuidades/vendas de merchandising/pequenos almoços), e a sua busca agressiva é incentivada. Preparem-se para começar a ser “melgados” para ir assistir a uma missa/reunião.

Em termos de resultados práticos, o que consegui apurar é que em média em cada “chapter” há um ou dois clientes/membros que ganham muito e os restantes perdem (aplica-se a lei de Pareto:20% vão ganhar 80%).

Comparem muito bem os custos /benefícios de pertencer ao BNI ou a uma associação normal (tipo NERLEI) antes de aderirem.

E se estão a pensar aderir, leiam isto antes (artigo e comentários):

http://www.grumpynerd.com/?p=10%C2%B4

——————————————————————————————————

Actualização 26/11/2011
Este artigo tem tido sido relativamente bem visitado, infelizmente ninguém pontua ou deixa comentário.
Se alguém se desse ao trabalho de o fazer agradecia.
Tenho realmente interesse em perceber que tipo de artigo vêm à procura,  o que é que achavam do BNI, se mudaram de ideias, se acham que sou parvo …
Actualização 7/10/2011:  O site BNI SUCKS desapareceu do mapa e não deixou rasto…
Actualização 18/4/2011 :  Video a explicar o problema do optimismo palerma  : RSA Animate – Smile or Die
Actualização 5/4/2011 :  O moço do site acima mencionado criou o site  BNI SUCKS

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 3.7/5 (27 votes cast)

“Obrigadinho pela vergonha”

Coluna do Ferreira Fernandes no DN de 3/3/2011:

A todos os bancários com 58 anos que estão há dez anos na reforma. A todos os jornalistas com dentaduras como teclados de piano pagas quase de borla antes que lhes tirassem essa trafulhice. A todos os maus professores que subiram na carreira só porque passaram tantos anos no ensino quanto os passados pelos bons professores. A todos os mestrandos com idade para saber que nunca exercerão o que estudam, mas que vão aproveitando porque entretanto sempre vai pingando a bolsa obtida graças à influência de um familiar. A todos os condutores de Mercedes que o têm porque o seu nível de patamar do emprego diz “direito a carro de classe X”, quando a qualidade com que exercem o trabalho seria mais para andar de burro. A todos os autarcas que fizeram obras em casa e não precisaram de pagar por elas. A todos, pobres e ricos, donos de jantes de liga leve e filhos com educação ainda mais leve. A todos os que lá em casa bebem vinho vulgar mas durante a semana, com factura metida na tesouraria da empresa, hesitam entre o Pera Manca e um Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa. A todos os empresários que declaram às Finanças prejuízo e aos amigos declaram que este ano vai ser Maldivas. A todos: obrigado. Ontem, vendo os meus feitores, humildes e com a boina enrodilhada nas mãos, prestando contas à dona alemã da quinta, senti a minha parte da vergonha. Mas a todos, obrigado: graças a vocês sei que há maiores culpados.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 3.7/5 (3 votes cast)

HOMEOPATIA – O que é e como NÃO funciona

Segundo o sítio da Sociedade Homeopática de Portugal : “A Homeopatia é uma abordagem médica criada em 1796 pelo médico alemão Samuel Christian Frederich Hahnemann1 e define-se como a terapêutica que consiste em dar ao doente em pequenas doses, uma substância que, administrada a uma pessoa saudável, reproduza os sintomas observados”.

O segredo está nas “pequenas doses”. Em homeopatia trabalha-se com doses tão pequenas que é difícil imagina-las, por isso fiquemos com estes números para melhor percebermos do que se fala: Existem aproximadamente 1,260,000,000,000,000,000,000 (1,26 x 10^21) litros de água em todo o planeta Terra. Como cada litro tem 20.000 gotas, ficamos com o belo número de 2,46 x 10^25 gotas de água. Não esqueçam este valor, vão precisar dele mais à frente!

Os medicamentos homeopáticos são feitos através da diluição sucessiva de uma substancia em água (também pode ser álcool, mas é menos comum). Começamos com uma gota de, por exemplo, enxofre e misturamos em 99 gotas de água, para obter o que os homeopatas chamam de 1C. Agitamos o preparado, acto a que os homeopatas chamam sucussão e repetimos o processo. Ou seja, desse preparado 1C, tiramos uma gota que juntamos a 99 gotas de água. Ficamos com 2C, uma concentração de 1 gota de enxofre para 10.000 (104) gotas de água. Repetimos este processo até chegarmos a, por exemplo, 30C que é uma medida normal em medicamentos homeopáticos.

Nesta medida a gota de enxofre foi diluída em 10^60 gotas de águas (estamos a falar de 1 gota em 1.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000. 000.000.000.000.000.000.000.000.000.000 gotas), o equivalente a deixar cair uma gota em duas vezes a quantidade de água existente no planeta (podem consultar o primeiro parágrafo para confirmar).

Alguns medicamentos, como é o caso do Oscillococcinum2, usado na “prevenção e tratamento de estados gripais” vendido nas farmácias e preparado a partir de fígado e coração de pato (pomposamente chamado Anas barbariae, hepatis et cordis extractum, e que podemos traduzir do Latim mais ou menos como: “extracto de coração e fígado de pato selvagem” e que não consta em lado nenhum que tenha algum efeito a combater a gripe) vêm em preparados de 200C o que equivale a uma “parte de pato” em 10^400 partes de água! Como os próprios homeopatas admitem, é impossível encontrar uma única molécula da substancia inicial, o resultado é basicamente…. ÁGUA.

Para ter a certeza que é efectivamente este preparado que é vendido nas farmácias, fui consultar o sítio do Infarmed onde consta efectivamente que cada grama de Oscillococcinum é composto por 0,01 ml de Anas barbariae, hepatis et cordis extractum 200K, sendo o resto sacarose e lactose. Repararam no 200K? É o tal preparado de 200C, ou seja água. Sabendo que uma gota de água tem 0,05 ml, e que cada grama de medicamento tem 0,01 ml do dito composto/extracto/água podemos concluir que o Oscillococcinum não passa de açúcar (que é o que a sacarose e a lactose são) misturado com água à medida de 1 gota de água por cada 5 gramas de açúcar.

Deixa-me perplexo saber que existem pessoas que acreditam que a sucussão, um simples abanar de um líquido, pode provocar um efeito mágico não detectável e que a ser provado alteraria radicalmente o que sabemos actualmente sobre Química . Mas para quem acha que efectivamente tem efeito, tenho uma boa noticia. Graças à constante circulação da água pelo planeta, se beber um copo de água da torneira estará a ingerir várias doses de todos os medicamentos homeopáticos já inventados! Está curado e protegido de tudo e não precisa de gastar mais dinheiro em medicamentos, mas curiosamente ainda adoece, estranho, não é? Claro que as más noticias, é que estará a ingerir a “memória” de tudo com que essa água já esteve em contacto, sim é isso mesmo, montes e montes de cócó (isto partindo do principio que os abanões que o autoclismo faz à agua equivalem à sucussão. Porque, e de acordo com a Sociedade Homeopática, sem a sucussão “o efeito é nulo).

“Sim, sim. Efectivamente não faz sentido, mas a verdade é que funciona”, dizem os mais crentes. Para esses tenho duas palavras: “efeito placebo”3. Mas não precisamos de ficar só pelo efeito placebo para explicar as coisas que não deviam funcionar e “funcionam”, vou-vos contar a minha experiência: O ano passado tive uma gripe com febres elevadíssimas o que me leva a suspeitar que teria sido gripe A. Os procedimentos recomendados eram qualquer coisa do género “fique em casa e vigie os sintomas, e dirija-se ao médico se houver agravamento”. Como não houve agravamento fiquei em casa, não tomei absolutamente medicamento nenhum e fiz uma vida caseira normal (comi, dormi e vi muita mas mesmo muita televisão). Ao fim de alguns dias os sintomas tinham desaparecido. Qual é a conclusão que devo tirar? Que ver televisão cura a gripe? Claro que não, o que acontece é que as gripes como muitas doenças passam sozinhas. Infelizmente, e para mal das suas carteiras, as pessoas gostam de atribuir a cura ao que tomaram/fizeram/rezaram.

Sendo assim, a pergunta que se impõe, é: se não faz nada porque é que não é proibido? Suponho que a resposta seja: se não faz mal, deixa-se andar.
Segundo o Decreto-Lei n.º 176/2006, de 30 de Agosto, para proceder ao registo simplificado de produtos homeopáticos, o produto deve “ser administrado por via oral ou externa”, “apresentar um grau de diluição que garanta a inocuidade do medicamento” e não apresentar “quaisquer indicações terapêuticas especiais”. Em lado nenhum está escrito que o medicamento deve fazer prova de produzir o efeito publicitado.Querem ganhar um trocos? Misturem água com açúcar e vendam-na como medicamento para a doença da moda (o que nesta altura seriam medicamentos para emagrecer ou anti-depressivos) porque pelos vistos não é preciso provar que funciona.

Tomar medicamentos que não fazem nada para curar gripes não é grave, só chateia o bolso, mas o mesmo não se pode dizer de doenças que têm mesmo de ser tratadas. Tentar curar doenças graves com água e açúcar pode matar e efectivamente já tem matado4. Alguns homeopatas vão ao cumulo de dizer que os seus medicamentos previnem a malária, curam o diabetes e até o cancro! Alegações graves e que por mim deviam ser severamente punidas! Ao deixarmos entrar os medicamentos produtos homeopáticos para a gripe estamos a abrir a porta a estes medicamentos produtos. A lei para a aprovação de medicamentos homeopáticos tem de ser igual à lei para aprovação de medicamentos “convencionais”: sem provas cientificas5, o medicamento não é aprovado!


ACTUALIZAÇÃO 24/11/2017

Os placebos são muito mal compreendidos. Vale a pena ler algumas luzes sobre o assunto (em Inglês).

ACTUALIZAÇÃO 11/06/2015

A COMCEPT  publicou um excelente folheto que explica muito bem o que há para saber sobre a homeopatia.

ACTUALIZAÇÃO 04/07/2013

Podem ler mais sobre a história da homeopatia na COMCEPT

 

ACTUALIZAÇÃO 28/04/2011

Este artigo tem tido sido relativamente bem visitado, infelizmente ninguém poucos pontuam ou deixam comentário.
Se alguém se desse ao trabalho de o fazer agradecia.
Tenho realmente interesse em perceber que tipo de artigo vêm à procura,  o que é que achavam da homeopatia, se mudaram de ideias, se acham que sou parvo …


1 Christian Friedrich Samuel Hahnemann (10 de Abrilde 1755 –2 de Julho de 1843) foi o fundador da homeopatiaem 1779. Propôs a homeopatia numa época em que a medicina ocidental consistia em efectuar sangrias, aplicar sanguessugas e pouco mais. Naquela época era bem mais seguro ser tratado com medicamentos homeopáticos (que não faziam nada) do que pela medicina convencional da altura cuja possibilidade de fazer pior ou de matar era bastante real.

2 Oscillococcinum: “medicamento” vendido a cerca de 12€ a caixa e fabricado pela multinacional Boiron, empresa que só fabrica medicamentos homeopáticos e que em 2009 teve receitas de mais de 500 milhões de euros (informação útil para quem acha que a homeopatia é atacada por colocar em causa os interesses das farmacêuticas)..
Interessante é também a descrição do “medicamento”  : “Medicamento homeopático tradicionalmente utilizado no alívio de estados gripais  e dos sintomas decorrentes tais como febre, dores de cabeça, arrepios, dores musculares e afins”. Só diz que é “tradicionalmente usado para…”, não diz que tem efeito. Se alguma vez alguém os quiser processar não pode. Eles nunca afirmam que o produto funciona, só afirmam que as pessoas o usam para esse fim.

3 Placebo : (do latim placere, significando “agradarei”) é como se denomina um fármaco ou procedimento inerte, e que apresenta efeitos terapêuticos devido aos efeitos fisiológicos da crença do paciente de que está a ser tratado. Fonte:Wikipedia

4 Austrália, 2009. Gloria Thomas, de nove meses morreu, após atroz sofrimento, de complicações provocadas por eczema que os medicamentos homeopáticos dados pelos pais não conseguiram curar. Os pais  foram considerados culpados por homicídio e incorrem numa pena que pode chegar aos 25 anos de cadeia.

5 Sim, eu sei que as provas cientificas são falsificáveis e que os laboratórios farmacêuticos estão dispostos a quase tudo para ver os seus medicamentos aprovados. Mas um teste cientifico é algo que pode ser analisado, criticado, desmentido e repetido. Muito, mas muito melhor do que os homeopatas nos apresentam.[actualização 15/10/2012]Sobre a maneira como os laboratórios farmacêuticos nos enganam vale a pena ler o novinho em folha, Big Pharma do Ben Goldacre (o mesmo autor de Ciência da Treta)


VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 3.2/5 (17 votes cast)

A hipocrisia da moral

E-mail enviado ao DN em resposta à homilia do Sr. Neves:

“João César das Neves meteu-se em problemas há alguns anos ao estabelecer uma relação causa e efeito entre a homossexualidade e a pedofilia. Pelo vistos tornou-se mais cuidadoso, agora ao estabelecer uma relação semelhante entre a homossexualidade e o homicídio fá-lo discretamente; “Quando surgem as tragédias, inevitáveis em estilos de vida desviantes…”.  Refere-se claro ao homicídio de Carlos Castro, mas nunca o menciona.

A defesa da moral e bons costumes é um exercício difícil de exercer sem cair na hipocrisia, e ao atacar semana após semana  e até à exaustão os “estilos de vida desviantes” sem nunca exercer semelhantes exercícios entre “celibato/pedofilia”, “família tradicional/violência domestica” ou até “família tradicional/pai que vai à missa/incesto”, João César das Neves demonstra não ter a estatura moral necessária para o fazer.

Quer a Igreja Católica queira, quer não, os problemas existem (e sempre vão existir) em todos os estilos de vida, tentar atirar as culpas para os estilos de vida que não aprova faz com continue a ser parte do problema e não da solução.
Segundo ouvi dizer, Jesus pregava a tolerância. Porque é que a Igreja Católica, que se diz sua representante, não o faz também?”
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

O Senhor Arrogância

O “amigo” Mourinho consegue ser mais arrogante (como é possivel???) do que eu pensava. Não é que o “gajo” acha-se escolhido por deus?

Tirado de uma entrevista ao 70×7, um programa patrocinado por uma religião que diz que o orgulho é um dos 7 pecados mortais:

Eu digo sempre: Ele lá em cima apontou para mim e disse tu vais ser um dos talentosos naquela área. E assim foi”, afirmou Mourinho.

“Sem ser aquele praticante profundo – que não o sou ou por personalidade ou pelo próprio estilo de vida que acabo por ter – acredito muito que ele está e que, da mesma maneira que me escolheu como um dos eleitos, eu tenho também uma missão a cumprir neste mundo”, precisa.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (1 vote cast)

Para quem acha que a Wikileaks só ataca os EUA

Rui Tavares sobre  a Wikileaks:

“…Mas não deixa de ser uma enorme ironia que a wikileaks possa ter crédito a reclamar por uma revolução democrática no médio-oriente arabo-islâmico. O Ocidente suspirou — ou fingiu suspirar — por essa fugídia criatura todo este tempo. Invadiram-se dois países, morreram centenas de milhares de civis e milhares de soldados, gastaram-se biliões de dólares, passaram dez anos. E, num mês e meio, a wikileaks teve sucesso onde a NATO falhou.”

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (2 votes cast)

Civismo à Portuguesa

Fizeste merda? Foge com o rabo à seringa, pode ser que fiques impune.

e-mail que anda a circular :

——————————————————————————————————————————–

Se cometerem uma infracção grave ou muito grave ao Código da estrada…

*NÃO PAGUEM VOLUNTARIAMENTE.**

….[bla bla bla ladrões,bla bla bla politicos ladrões, bla bla bla polícias ladrões]…

Se optarem pelo Depósito e pela impugnação da contra-ordenação, obrigam os serviços administrativos da DGV e os Governos Civis a ficarem entulhados de processos para responder e dar seguimento.

Muitos desses processos vão prescrever.

Pode ser que o vosso também prescreva.

Nunca deixem de apelar e de impugnar.

A Constituição Portuguesa fornece-vos esse direito.

USEM-NO.

——————————————————————————————————————————–

Portanto, a solução para os problemas “causados” pelos políticos e os policias  é não pagarmos pelos nossos crimes.

Quando alguém que reencaminhou esta bela parvoíce tiver um acidente, causado por um senhor em transgressão, vai-se queixar que os policias não fazem o trabalho deles. Vamos longe, vamos!

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

Olha olha, mais um capítulo da saga “Santa Parvoice”

Diz o caríssimo bispo de Córdoba:

“El “ministro” de la familia en el gobierno del Papa, el cardenal Antonelli,  me comentaba hace pocos días en Zaragoza que la Unesco tiene programado para los próximos 20 años hacer que la mitad de la población mundial sea homosexual”

Tirado da “Homilía de Mons. Demetrio Fernández González, Obispo de Córdoba, en la fiesta de la Sagrada Familia. Catedral de Córdoba, 26 de diciembre de 2010

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)