Category Archives: Religião

Origem dos Santos Populares

Se há coisa que eu gosto de lembrar e relembrar é que TODAS as festas católicas não passam de festas pagãs reinventadas.

“De origem européia, as Festas juninas fazem parte da antiga tradição pagã de celebrar o solstício de verão. Assim como a cristianização da árvore pagã “sempre verde” em árvore de natal, a Festa Junina do dia de “Midsummer” (24 de Junho) tornou-se, pouco a pouco na Idade Média, um atributo da festa de São João Batista, o santo celebrado nesse mesmo dia. Ainda hoje, a Festa Junina é o traço comum que une todas as festas de São João européias (da Estônia a Portugal, da Finlândia à França). Estas celebrações estão ligadas às fogueiras da Páscoa e às fogueiras de Natal.

Uma lenda católica cristianizando a Festa Junina pagã estival afirma que o antigo costume de acender fogueiras no começo do verão europeu tinha suas raízes em um acordo feito pelas primas Maria e Isabel. Para avisar Maria sobre o nascimento de São João Batista e assim ter seu auxílio após o parto, Isabel teria de acender uma fogueira sobre um monte.” . Tirado da Wikipedia

ADENDA : Curiosamente há muitas pessoas a virem aqui parar por procurarem este tema nos motores de busca. Ver se brevemente escrevo um artigo com pés e cabeça sobre o assunto para o pessoal não vir aqui só ler um extracto da wikipedia 🙂  (era para ser, mas estou sem pachorra)

Actualização 24/11/2015

Quem diz santos populares, diz dia de todos os santos:

Dia de Todos os Santos, Wikipedia

A história do Dia de Todos os Santos. Que quase morreu com o Halloween

Abaixo os ateus, esses [palavrões à vontade do freguês]

Ontem fiquei a conhecer um dos blogues mais imbecis da blogosfera Portuguesa, o Circo Luso, onde o autor mostra o seu profundo ódio por toda a gente que não seja monárquica e católico – vale a visita, é muito giro.

Através dele fui parar ao Portal Anti-ateu, um blog muito mais sério  mas (riscado depois de ter lido o blog) também muito divertido. A abertura do blog reza assim:

«É um lugar de gente séria, honesta, equilibrada, sem problemas psicológicos, sem problemas sociais, que aceita a cultura da sociedade e respeita todas as crenças.

Aqui não têm lugar os ateus, por serem: desonestos, mentirosos, badalhocos, intrujões, falsos, desequilibrados ou perturbados psicológica e emocionadamente, por não aceitarem a cultura e passarem a vida a lutar contra a sociedade (e seus valores e instituições), por não acreditarem em divindades e passarem a vida a lutar contra Deus.

Por serem mal intencionados, por não terem valores (e se oporem quem os tem), praticarem a injúria, a ignominia, a humilhação e a ofensa gratuita, como filosofia de vida e regra de conduta.

Qualquer blog ateu é feito com a única e exclusiva intenção de maltratar os crentes, de enxovalhar a religião (sobretudo a Igreja Católica), de insultar a cultura cristã em que vivemos e tentar denegrir os seguidores de qualquer credo.

Os ateus têm uma aversão total à cultura em que vivemos, um ódio profundo à paz, um rancor impar à serenidade e fraternidade dos crentes, uma raiva sem tréguas a tudo o que for respeito pelo próximo e valores da cultura cristã do velho mundo.»

Muito Bom! Mas serão a sério ou é malta a gozar.? Alguém acredita que aqueles blogues não sejam a gozar?
Convenhamos, um blog onde fazem, más, foto-montagens de soldados nazis com o simbolo do ateismo ao peito e dizem que é uma reunião dos ateus portugueses, só pode ser a gozar. Há dúvidas?

Ui, que me ia dando uma coisa má!

Hoje ao ler um dos meus blogs favoritos, o KTreta, deparei-me com um texto completamente alucinado de um outro blog de seu nome Genesis Contra Darwin.

Este blog que se dedica a explicar porque é que um livro escrito à dois mil anos e recheado de contos de fadas requentados, explica melhor o universo que a ciência! O post em questão explica como são possiveís os milagres através da “suspensão das leis da fisíca” e explica-o assim:

«O problema claro está é que o milagre não é uma “violação das leis da natureza“, mas sim a “suspensão dos efeitos de uma ou mais leis da natureza“.

Para melhor se entender isto, vamos vêr o exemplo dos frigoríficos. O propósito destas máquinas é o de preservar os alimentos lá colocados, revertendo o processo de decomposição que naturalmente acontece com todos os tecidos biológicos. O que o frigorífico faz é “suspender” os efeitos das leis da decomposição de modo a preservar os alimentos. O frigorífico não “viola” nenhuma lei apenas e só porque suspende os efeitos dos processos naturais. O que está em operação dentro do frigorífico são leis da mecânica, refrigeração e física que atrasam a deterioração da comida.»

Isto é absolutamente e genialmente … RIDÍCULO! Mas o mais grave foi ser um blog em PORTUGUÊS! Se  fosse em Inglês, ainda passava. Nos EUA, nós sabemos que há seitas completamente loucas, Agora em Português!? ‘DA_SE!!!

O blog que tem entre outras coisas giras, a cara do Che Guevara  com um sinal de proibido em cima (seria ateu, o tipo?) tem links lindos e fantásticos a sites como : Atheistic ViolenceCreation Safaris ou ainda Milagres Acontecem.

É um verdadeiro must! Também a não perder são os comentários no KTreta ao texto. De partir a rir, especialmente o do Miguel Oliveira Panão:

«O criacionismo não pode ser Cristão. Não se pode amar, sem conhecer, nem conhecer, sem amar. Pensar que o Cristianismo, ou Catolicismo, é criacionista é redondamentíssimamente falso. Veja-se a enormidade de disparates que se podem afirmar. Mas a questão pertinente que se pode levantar (que não é nova) é como interpretar os milagres à luz do conhecimento científico, em interacção com o saber teológico….»

Muito bom! Parece que estamos a ver fãs da carochinha a debater-se sobre o modo como esta acasalava com o João Ratão!

“[a biblia] É um texto simbólico”

«…O Cardeal Patriarca de Lisboa afirmou ontem à noite, na sua homilia de Vigília Pascal, celebrada na Sé de Lisboa, que muitas respostas da teologia católica à teoria da Evolução de Darwin basearam-se numa “deficiente leitura” da Bíblia, negando contradições entre os evolucionistas e a perspectiva cristã da Criação…»

«…”É um texto simbólico, num género literário hoje conhecido e estudado; é uma revelação do sentido profundo da criação e da vida e não a narração do modo como as coisas aconteceram, perspectiva própria da ciência”, sublinhou o Cardeal Patriarca. ..»

In Público

Isto quer dizer que o JC também não ressucitou? Essa parte também é simbólica? Milhões de pessoas no mundo inteiro estão a comemorar algo parecido com a cena do caçador que abre a barriga ao lobo para tirar a avó e o capuchinho vermelho?

Aliás a história do capuchinho vermelho só não se transformou em religião porque na altura em que foi escrito as pessoas já sabiam distinguir o que é verdade do que é menti.. deculpem, simbólico.

Mas suponho que não, JC vai continuar a ressuscitar Verdadeiramente porque o conteúdo da biblia vai passando de Verdade a simbólico à medida que as provas cientificas vão esmagando a Verdade.  

Ou melhor, só passam de Verdadeiras a simbólicas as partes a que ninguem liga ou já toda a gente se habituou a não acreditar. Ou seja, primeiro o povo deixa de acreditar e a Igreja vem a seguir dizer: Pois Pois, mas isso também não era para acreditar, era simbólico.

E no meio disto ainda há quem acredite neles. Tótós!

A Religião Mete Nojo

Ora ai está. Segundo a última resolução da ONU acabei de cometer uma violação aos direitos humanos! E mais, fi-lo intencionalmente e gratuitamente! Fico agora à espera de ser formalmente acusado.

Pois é, a ONU votou e aprovou o mês passado, uma resolução que condena como violação dos direitos humanos a difamação da religião. A proposta foi apresentada pelo Paquistão mas também foi votada favoravelmente por países cristãos/católicos.

In TVNET Link Indisponível

In Estadão, 27 de Março 2009

AVISO : Nunca me lembro de ter escrito nada tão crú e violento contra a religião e as pessoas que acreditam nelas, mas agora que é “PROIBIDO” faço questão de o fazer. É a vida…

Pela parte que me toca faço questão – mais do que nunca – de dizer mal das religiões. Não passam de sistemas baseados em mentiras e histórias da carochinha.

Que as pessoas acreditem em deus, um ser superior que nos protege/maltrata/domina/ignora, ainda aceito. Agora que acreditem que as religiões e as regras estúpidas que inventaram a partir do nada têm alguma coisa a ver com essa suposta criatura, deixa-me MUITO TRISTE com a pobreza de espírito das pessoas.

A religião já teve, em tempos, motivo para existir. Serviu para manter as pessoas únidas – mais vezes para o mal que para o bem – e para  acalmar medos . Nas épocas em que não havia ciência e nenhum conhecimento da física e da química que movem o universo, a religião era a melhor explicação. Na falta de melhor explicação – era deus. Agora não, o nosso conhecimento sobre o fucionamento das “coisas” é vastissimo e há cada vez menos espaço para explicações sobrenaturais. Existem obviamente muitas coisas por explicar, mas a resposta para elas não é deus, é : Não sabemos!
Não sabemos tudo, e qual é o problema? Acabaremos por saber.. ou não. E qual é o problema?
Essa mania de tentar explicar o que não se percebe  com explicações irracionais – ou  de ignorar as explicações que existem -, já chateia, JÁ METE NOJO!

video: