Porrada, que eles merecem!

Texto enviado ao DN em resposta dos seguintes artigos de Maria José Nogueira Pinto e, claro, João César das Neves:

A nona bem-aventurança e Crucifica-o! de João César das Neves

Crime Pecado e Cruz de  Maria José Nogueira Pinto

“É ou não é verdade que elementos bem colocados na hierarquia da Igreja Católica esconderam autores de crimes sexuais da justiça ? É ou não é verdade que Joseph Ratzinger, actual chefe da Igreja Católica, se negou a suspender um padre acusado e condenado por pedofilia para “bem da igreja universal”? Se para a maioria das pessoas estas acusações são gravíssimas e deviam ser suficientes para levar todos os envolvidos à barra do tribunal, para os indeflectiveis indefectíveis João Cesar das Neves e Maria José Nogueira Pinto isto é secundário. O que é importante é continuar a defender o bom nome da igreja universal e se para isso for preciso esconder estes criminosos no meio de nuvens de fumo feitas de vitimizações e aldrabices descaradas, que seja. “Bento XVI assumiu o escândalo” diz Nogueira Pinto. Claro que assumiu, depois de o ter escondido por décadas e já não mais ser possível fazê-lo! Ataca ainda a “moral laica” pela sua caminhada acelerada esquecendo-se que se não fosse a “moral laica” estaria neste momento em casa com cinco filhos a cozinhar para o marido. Quando ao texto de seu nome “a nona bem-aventurança” de Cesar das Neves tem tantas aberrações históricas que é impossível enumera-las. Só apetece dizer: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que dizem” (adaptado de Lucas 23, 34)”

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Para Partilhar, É Só Clicar...

Leave a Reply