Origem dos Santos Populares

Se há coisa que eu gosto de lembrar e relembrar é que TODAS as festas católicas não passam de festas pagãs reinventadas.

“De origem européia, as Festas juninas fazem parte da antiga tradição pagã de celebrar o solstício de verão. Assim como a cristianização da árvore pagã “sempre verde” em árvore de natal, a Festa Junina do dia de “Midsummer” (24 de Junho) tornou-se, pouco a pouco na Idade Média, um atributo da festa de São João Batista, o santo celebrado nesse mesmo dia. Ainda hoje, a Festa Junina é o traço comum que une todas as festas de São João européias (da Estônia a Portugal, da Finlândia à França). Estas celebrações estão ligadas às fogueiras da Páscoa e às fogueiras de Natal.

Uma lenda católica cristianizando a Festa Junina pagã estival afirma que o antigo costume de acender fogueiras no começo do verão europeu tinha suas raízes em um acordo feito pelas primas Maria e Isabel. Para avisar Maria sobre o nascimento de São João Batista e assim ter seu auxílio após o parto, Isabel teria de acender uma fogueira sobre um monte.” . Tirado da Wikipedia

ADENDA : Curiosamente há muitas pessoas a virem aqui parar por procurarem este tema nos motores de busca. Ver se brevemente escrevo um artigo com pés e cabeça sobre o assunto para o pessoal não vir aqui só ler um extracto da wikipedia 🙂  (era para ser, mas estou sem pachorra)

Actualização 24/11/2015

Quem diz santos populares, diz dia de todos os santos:

Dia de Todos os Santos, Wikipedia

A história do Dia de Todos os Santos. Que quase morreu com o Halloween

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 2.0/5 (4 votes cast)
Origem dos Santos Populares, 2.0 out of 5 based on 4 ratings
Para Partilhar, É Só Clicar...

5 thoughts on “Origem dos Santos Populares”

  1. Olá amigo, gostei muito do seu atrigo sobre A origen dos santos populares, estou escrevendo um trabalho academico sobre "crenças populares", se vc puder me ajudar enviando algum material ou indicando algum ficaria agradecido.

    Fique na PAZ!

    Jader Faleiro

    jaderhf@gmail.com

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)
    1. Caro Jader,

      obrigado pelo elogio, mas é imerecido. o artigo limita-se a fazer um copy-paste da wikipedia.
      Sobre crenças populares, um bom ponto de partida seria a astroteologia (Astrotheology is the study of the astronomical origins of religion; how gods, goddesses, and demons are personifications of astronomical phenomena such as lunar elipses, planetary alignments, and apparent interactions of planetary bodies with stars em http://en.wikipedia.org/wiki/Astrolatry#Astro-the
      boa sorte 🙂

      VN:F [1.9.22_1171]
      Rating: 0 (from 0 votes)
  2. Se há coisa que eu gosto de lembrar e relembrar é que algumas das festas não passam de festas católicas que o paganismo as reinventa.

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: -1 (from 1 vote)
    1. Olá Inês,

      Estás enganada. Não há nenhuma festa católica (tirando talvez a páscoa e mesmo assim tenho dúvidas, só pesquisando melhor) que tenha sido "inventada" pelos católicos.

      O que aconteceu, foi que durante séculos quem tentasse festejar as festas pagãs ia desta para melhor, mas agora, graças ao facto de a igreja católica não mandar completamente nas nossas vidas, as pessoas começam a voltar às tradições antigas, e claro, a inventar outras.

      Digo-te mais, a maioria das grandes festas religiosas das várias religiões têm quase todas a mesma origem : solstícios e equinócios que eram (e são) épocas importantes para todos os povos.

      As tradições religiosas foram coladas a essas datas ao gosto de cada um.

      VN:F [1.9.22_1171]
      Rating: +1 (from 1 vote)
      1. Convém salientar que não me refiro a invenções modernas localizadas (estilo Fátima), mas sim às tradições antigas de âmbito global.

        VN:F [1.9.22_1171]
        Rating: -1 (from 1 vote)

Leave a Reply