Tailândia: dia 0, dia de aviões

São lindos os aviões por dentro. Gosto mesmo muito, especialmente depois de estar 10 horas dentro de um :p

E a dificuldade de tentar dormir entalado entre duas pessoas à esquerda e à direita outras duas à frente e atrás. Parece tetris humano com cada um a tentar ocupar o espaço deixado livre pelos outros.

Estou certo que se deus soubesse que íamos arranjar maneira de dar a volta ao mundo dentro de uma lata de sardinhas tinha feito o mundo mais pequeno.

Enfim… Só espero que a Tailândia seja mais bonita, e espaçosa, que os aviões que nos levam lá 🙂

 

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Para Partilhar, É Só Clicar...

Campeonato ibérico feminino de orientação

Há dias assim, pego no mapa e vejo tudo cinzento. Da duas uma ou vou-me divertir à brava ou vou-me divertir à brava.. até escorregar numa pedra e estatelar-me ao comprido. Fiquei-me pela primeira opção. A bem dizer amanhã também há prova.

Sobre a prova, nada a dizer. Confirmaram-se as melhores expectativas. Terreno muito técnico com muitos ribeiros aos quais era impossível escapar e como se tratava de um planalto não havia grande declive o que era simpático pois para subir e descer já bastavam os pedregulhos.

 Aguiar-da-Beira

Aqui perto, nas caldas da cavaca, há outro grupo apreciador da natureza. A malta dos encontros rainbow (espécie de hippies modernos) está a fazer um acampamento. São disso porque ontem ao dar boleia a 3 atletas estrangeiros, vim a descobrir que afinal eram rainbow gajos, um israelita, uma bielorrussa e uma lituana. Enquanto lhes dava boleia no meio do nada aproveitei para lhes contar a história do filme que tinha visto na noite anterior, “the hostel”. Constava-me que aquela malta era avessa a tecnologia, mas pelo iPhone do israelita se calhar do enganado.

No sábado ainda se fez uma prova urbana. Não sou adepto da variante e achei o mapa desinteressante.

Domingo foi dia de longa. Mapa semelhante ao de sábado mas mais rápido. Quer dizer o mapa estava na mesma parado, mas dava para correr mais depressa,o que para mim é uma desvantagem. Foi no entanto uma bela prova e tirando uma bela opção que me fez perder quase vinte minutos para o rabbit man.

No geral um maravilhoso fim de semana de orientação a deixar-me com água na boca para março do ano que vem :p

Na volta para casa ainda passei pela serra da estrela que estava maravilhosa.

 

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Para Partilhar, É Só Clicar...

e-mails enviados aos bombeiros voluntários da Marinha Grande e à PSP

A João é que atendeu o telefone, por isso a versão dela é mais correcta que  a minha.

Eu enviei ao bombeiros:

Assunto:Convocatória para “análise médica” nos bombeiros da Marinha Grande

Boa noite.

Acabaram de telefonar para minha casa a perguntar se estava interessado em ir amanhã aos Bombeiros da Marinha Grande para fazer uma avaliação quântica para rastreio de perigo de AVC.

Deixem que comece por dizer que fico preocupado por empresas usarem a excelente reputação dos bombeiros para venderem produtos.

Sejam os produtos bons, sejam os produtos maus, acho que os bombeiros não se deviam deixar usar como plataforma de vendas de terceiros.

Eu percebo que os bombeiros precisam de dinheiro e espero eu! as empresas pagam para apresentar os seus produtos, mas o preço é demasiado caro, é a vossa reputação que fica em causa.

Infelizmente, neste caso, tratam-se de produtos maus, muito maus. É muito problemático aceitar emprestar a casa à venda de produtos de saúde duvidosos, mas nem disso se trata porque não há duvida nenhuma: a avaliação quântica é uma grande aldrabice.

O esquema é sempre o mesmo: as pessoas, normalmente idosas, vão ser analisadas pelo aparelho, provavelmente vão ser detectados problemas e vai-lhes proposto a comprar de um produto qualquer inútil a preços exorbitantes. Vão ser pressionados a assinar no momento e quando, no dia seguinte, se arrependerem, vai ser tarde demais.

Após alguma insistência consegui o nome da, segundo a moça ao telefone ONG, e que é “Organização Saúde para Todos” e que teve a vergonha de usar a Liga Nacional contra o Cancro e a Abraço como comparação.

Com essa informação fiz algumas pesquisas e foi isto que descobri:

Por favor, não sejam cúmplices deste vergonhoso esquema.
obg,
Cláudio Tereso
e pouco depois a João enviou à PSP:
Assunto: fraude

Boa noite,

Sou uma cidadã da Marinha Grande e gostaria de alertar para uma fraude. Imagino que idosos e pessoas menos informadas possam estar expostas, bastando ter telefone fixo!

Telefonaram para minha casa dizendo que amanhã à tarde irá decorrer um evento na Marinha Grande, organizado pela Associação Saúde para Todos, para ajudar a prevenir a ocorrência de AVCs.

Pedi à pessoa para me explicar como funcionaria e esta disse que seria uma avaliação quântica, por eléctrodos, que identificaria se algum dos 21 órgãos que temos no corpo tinha algum problema.

Perguntando onde seria o evento, teria lugar perto dos Bombeiros da Marinha Grande; perguntando quando, das 3 às 7 da tarde.

A pessoa teve o descaramento de comparar a suposta ONG com a Liga contra o Cancro e a Abraço.

Após pesquisa na internet, aparece a informação abaixo, que corrobora as suspeitas de fraude:

http://www.publico.pt/portugal/jornal/normalife-e-suspeita-de-burla-a-idosos-atraidos-para-rastreio-nacional-gratuito-23930104

Espero que algo possa ser feito!

Obrigada,
<nome completo e N.º cartão cidadão>

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Para Partilhar, É Só Clicar...

Inglaterra 2015: dia 16, the end

E está feito. Estamos quase a apanhar o avião de volta. É uma pena. Não nos importávamos de ficar por aqui mais uma semana … Ou um mês.

O canto sudoeste da Inglaterra é uma pequena jóia que me parece completamente desconhecida do turismo, pelo menos do internacional. Basta dizer que até chegármos a bath já com 10 dias de férias os estrangeiros identificados como tal não chegavam a uma dezenas e chineses, nem vê-los.

A South west costal path, o caminho pedestre que percorre todo o Denver e a Cornualha tem muito bom aspecto e apesar de ser agosto vimos poucas pessoas a percorre-lo.

Tínhamos estado na grã-Bertanha já dos anos, maioritariamente no país de Gales e gostámos muito, mas este ano foi ainda melhor.

 

Entretanto o google, como é amigo, fez um album com as fotos que tirei com o android. Simpático, o tipinho . Podem ver AQUI.

 

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Para Partilhar, É Só Clicar...

Inglaterra 2015: dia 15, últimos cartuchos

Hoje a Michelle desceu até Birmingham e fomos todos até Stanford-upon-avon, terra onde supostamente nasceu Shakespeare, mais exactamente na casa da foto.

A terrinha é simpática com um rio a passar no meio e muito verde para sentar e aproveitar o dia. Também tem o que julgo ser uma réplica do teatro que J aqui exista na altura do moço e onde as peças dele foram representadas. Quando lá fomos estavam a representar “o mercador de Veneza”. Ainda passámos por Warwick antes de voltamos a Birmingham e dármos mais umas voltas pelos canais e bebermos mais umas ginger beers 🙂

 

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Para Partilhar, É Só Clicar...

Inglaterra 2015: dia 14, Birmingham

Segundo consta Inglaterra tem mais de 3500 kms de canais navegáveis por estas belas viaturas (alugáveis a cerca de £800 a semana) que se vêem nas fotos e ao que parece Birmingham é o coração da rede de canais. Por isso, como se pode imaginar, há canais e eclusas por todo o lado. Os canais têm sempre passeios ao lado que dão belas caminhadas e se a sede alerta não falam por lá pubs. Uma maravilha!

Além de canais, também há a biblioteca. 10 andares, jardins, bares, anfiteatros, zonas de leitura, zonas de visualização de filmes.

Estou certo que era desta biblioteca que Jorge Luís Borges falava quando pensava no paraíso. 🙂

 

 

 

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Para Partilhar, É Só Clicar...

Inglaterra 2015: Dias 12 e 13, Bath e Bristol

As praias e as pequenas terriolas já ficaram para trás, e eis-nos na Inglaterra das grandes cidades. Felizmente o tempo piorou e não ficamos com pena de abandonar a costa.

Bristol, com os seus canais tem um centro simpático e movimentado. Não faltam pubs onde provar a cidra e a miserável cerveja inglesa, a ale. Além disso está cheinha de ovelhas chónes.

Bath, por onde passámos antes é uma cidade toda vestida de creme. Quase todos os edifícios são feitos de pedra dessa cor.

Ambas as cidades têm muito que ver e cada uma merecia pelo menos um fim de semana, mas o tempo não dá para tudo, o malvado.

Já me esquecia, Também passámos pela garganta de Cheddar, terra do respectivo queijo.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Para Partilhar, É Só Clicar...

Inglaterra 2015: dia 11, costa norte de Devon

Areais sem fim pejados de Ingleses de prancha de bodyboard debaixo do braço, mares calmos e mornos pejados de pranchas de bodyboard com Ingleses em cima e terrinhas perdidas no tempo vindas directamente de qualquer série Inglesa. É isto que se encontra por aqui.

Hoje foi o nosso último dia em Devon/Cornualha, amanhã vamos para outras paragens mais a Norte.

A sensação que fica é muita boa, aldeias antigas e floridas como só conhecíamos no interior da França mas à beira mar e com percursos pedestres que rivalizam em beleza com qualquer outro. O South west coast path que faz todo o percurso que fizemos nesta semana e meia de carro fica agendado para a reforma (COF COF)

Como brinde ainda tive oportunidade de conversar com o Greg, um americano que anda a passear numa bicicleta reclinável, um brinquedo que tenho curiosidade em frente experimentar e quem sabe comprar.. Depois de assaltar um banco :p

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Para Partilhar, É Só Clicar...

Inglaterra 2015: dia 10, castelo de Tintagel

Já cá tínhamos passado mas muito tarde e como tal não deu para visitar. Como parecia promissor, voltámos. Fizemos bem, pois estas ruínas do século XIII numa quase-ilha perecem uma visita demorada e a praia também é cinco estrelas para mandar uns mergulhos. Sobe, desce – desce, sobe. A brincar a brincar passaram quase duas a horas.

Visita feita continuámos a nossa viagem em direção a este. A costa norte não parece tão interessante como a sul sendo maioritariamente estâncias de verão com grandes areais e toneladas de ingleses de todos os formatos e idades a fazer bodysurf. Excepção para Boscastle, vila piscatória enfiada no vale de um rio que em 2004 sofreu uma cheia monumental mas que com a ajuda da à instituição …. Foi completamente restaurada.

E com isto a Cornualha já lá vai e estamos de contra a Devon.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Para Partilhar, É Só Clicar...

Inglaterra 2015: dias 8 e 9, de Newquay ao fim da terra

Newquay, a capital do surf em Inglaterra. O tráfego de pranchas é tanto que quando passa alguém na rua sem uma debaixo do braço é sempre avisado que se esqueceu da prancha em casa. Boas praias, bom peixe e bom marisco. Está-se bem…

Passámos neste dois dias muito tempo à boa vida mas mesmo assim ainda tivemos tempo (porque nos levantámos às 6h00) para ir até ao fundo da Cornualha, o chamado land’s end. Pelo caminho fomos ver m belo teatro ao ar livre escavado na rocha e com vista para o mar e também St Ives, uma bela vila à beira mar plantada.

  
  

 

 

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Para Partilhar, É Só Clicar...

Cláudio nas Nuvens